Notícia

Gastronutri encerra com concurso e palestra de coaching no mercado de trabalho

Publicado dia 14/05/2019 às 08:36

Para marcar o encerramento da IV Gastronutri, a jornada integrada dos cursos de Gastronomia e Nutrição da Faculdade de Pato Branco (FADEP), na noite da última sexta-feira (10/05) aconteceu o II Concurso Gastronômico, que teve como proposta principal a utilização de plantas alimentícias não convencionais, as chamadas “PANCs”, para elaboração dos pratos. A vencedora foi Amanda Badiluk, seguida por Leandro Gadini e Cristiane Santos, acadêmicos da Instituição.

A coordenadora e professora dos cursos de Nutrição e Tecnologia em Gastronomia da FADEP, Ma. Flavia Gnoatto, explicou que o incentivo à utilização das plantas alimentícias não convencionais, foi para demonstrar como essas plantas, que não são habitualmente consumidas pela população, são ricas em nutrientes e ainda contribuem para uma alimentação sustentável.

“Muitas vezes, essas plantas são consideradas ‘mato’, mas, antigamente, eram muito mais consumidas, especialmente em forma de chá, para melhorar dores ou patologias. Atualmente, as propriedades dessas plantas são usadas para enriquecer a alimentação. São plantas despercebidas, mas altamente nutritivas, cujas técnicas de preparo são diferenciadas, o que também foi avaliado no concurso”, pontuou Flávia.

O consumo de plantas alimentícias não convencionais também foi abordado em outro momento da programação, na quinta-feira (09/05), quando houve a mesa-redonda “PANC: Cuidados na identificação e no consumo”, com a professora e bióloga Giovana Faneco Pereira e com a jornalista Carla Soares Faria. Na ocasião, houve ainda a palestra “Cogumelo e seu potencial nutricional e sensorial”, com o Me. Celso Ferraz Bett, biólogo e professor da FADEP, seguida por um momento de degustação. “O assunto foi debatido por ter um alto potencial nutricional (vegetal), uma vez que a variedade também é comercializada na Feira Agroecológica da FADEP”, frisa Flávia.

No entanto, conforme destaca a professora Flávia, os cursos de Gastronomia e Nutrição da FADEP mantêm contato direto com o campus Pato Branco da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), que é precursora de estudos voltados a PANCs. “Com o consumo das PANCs, podemos ter uma alimentação mais saudável e sustentável, enriquecida no que refere-se aos alimentos vegetais. Isso também representa sustentabilidade, pois ao consumir essas plantas, estamos comendo o que muitas vezes temos em casa e o que é muito comum em nossa região. Por exemplo, no concurso, destacou-se a utilização da ora-pro-nóbis, que em Minas Gerais é conhecida como ‘carne dos pobres’, por ser extremamente nutritiva, sendo comum na nossa região, em que a cultivamos, também, na horta da FADEP”, pontuou Flávia.

Os participantes do II Concurso Gastronômico da FADEP receberam, como premiação, um fogão Dako Supreme Glass Branco 5 bocas (1º lugar), um kit RH Espumanteria e um voucher do Restaurante Ferreira (2º lugar), um kit da Cantu Importadora e um voucher do café colonial da Cravo&Canela (3º lugar). O II Concurso Gastronômico contou com apoio da Atlas Eletrodomésticos, da Cantu Importadora e da Espumantes RH.

Coaching no mercado de trabalho

Ainda na sexta-feira (10/05), houve a palestra “Coaching e o desenvolvimento de competências para o mercado de trabalho”, com a coach Francieli Piacentini Maciel, que apresentou quais são as principais características e funções do profissional de coaching, para que haja a tomada de consciência em prol de objetivos, especialmente no que refere-se ao mercado de trabalho. “É uma parceria entre coach e coachee, em que a pessoa vai cumprindo etapas e avançando, semanalmente, até alcançar as suas metas”, disse.

Com uma fala dinâmica e humorada, estimulou a participação e a interação do público, em que mostrou como as técnicas de coaching podem ser aplicadas na gastronomia e na nutrição. “Não há fórmula mágica, pois para a eficiência do processo de coaching, o cliente precisa estar engajado, ter a vontade de reconhecer as suas forças e fraquezas. Quando a decisão é da pessoa, isso representa a tomada de consciência, o que é fundamental  durante o processo”, pontuou.

Ao falar sobre as competências para o mercado de trabalho, Francieli fez com que os acadêmicos refletissem sobre suas habilidades pessoais, quando inseridas no ambiente de trabalho. “As competências podem ser estimuladas. Por isso, é necessário buscar conhecimento, praticar e tomar atitudes. Podemos enfrentar ou recuar, mas quando decidimos enfrentar os medos, crescemos profissional e emocionalmente. Além do conhecimento, são necessárias capacidades comportamentais adequadas, para que as técnicas sejam desenvolvidas. Esse é um trabalho contínuo”, destacou.

A IV Gastronutri aconteceu de 08 a 10 de maio, com palestras, workshops, mesas-redondas e momentos de degustação. A programação teve como tema central “Sabores e saberes na alimentação”. Participaram acadêmicos, docentes, profissionais e público externo.

------------

Matéria: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação da FADEP.