Notícia

Professor do curso de Publicidade e Propaganda realiza palestra em Francisco Beltrão

Publicado dia 16/03/2018 às 05:47

O Professor Gelson Barbosa, do curso de Publicidade e Propaganda da Fadep, palestrou na noite de quinta-feira (15), em um evento realizado pelo Núcleo Integrado de Comunicação da Associação Comercial e Empresarial de Francisco Beltrão. A palestra, realizada no espaço do Projeto Empreender da ACEFB, dentro do pavilhão central da Expobel, teve como tema “A Relevância dos Meios Tradicionais de Comunicação na Era Atual”. Com a presença de profissionais de comunicação dos diferentes veículos de Francisco Beltrão e região, Gelson discorreu sobre os desafios de produção de conteúdo e captação de audiência para veículos que, até o advento da Internet, tinham no expectador uma figura passiva, onde os conteúdos produzidos eram simplesmente absorvidos, sem um processo de interatividade mais expressivo. Com a internet, porém, muitos conceitos tiveram de ser repensados.

A boa notícia, conforme expôs Barbosa, é que, segundo pesquisas, o número de pessoas que assistem a programação de TV aberta só aumentou nos últimos anos, o que, consequentemente, gerou um aumento natural do número de anunciantes. Para ele, parte desse fenômeno ocorre por que “o retorno em uma campanha de televisão ou rádio é, geralmente, muito mais rápido do que, por exemplo, uma postagem patrocinada em uma rede social”, usando exemplos de clientes da RPC, principal rede de comunicação do Paraná, para ilustrar sua fala.

Para Gelson, profissional que tem no currículo uma longa passagem por emissoras de televisão do Grupo RBS, no Rio Grande do Sul, o encontro de ontem pode ser resumido em uma palavra: provocação.  “Em tempos onde a Internet veio para oferecer possibilidades ilimitadas para a produção e veiculação de conteúdo televisivo e informativo de uma forma geral, o que vimos aqui foi um público maduro, que viveu intensamente a era na qual a televisão era um veículo soberano e inquestionável, mas que está compreendendo bem, e, principalmente, adaptando-se aos novos tempos, nos quais a programação on demand é apenas uma das muitas novidades que vem por aí. A televisão continuará a existir por muito tempo, mas, necessariamente, tendo de se reinventar”, completou.

Matéria: Departamento de Comunicação da FADEP