Notícia

I Jogos Medievais movimenta o curso de Educação Física em um passeio pela história dos jogos e competições

Publicado dia 18/04/2019 às 08:51

Na noite da última terça-feira (16), aconteceu o I Jogos Medievais da Faculdade de Pato Branco (FADEP). O evento esteve vinculado à disciplina de História da Educação Física, e foi organizado pelos alunos do terceiro período do curso de Educação Física Bacharelado. Os coordenadores do evento, professores Pablo Dourado, Anelise Barancelli e Fernanda Figueira, idealizaram a programação com objetivo de proporcionar, aos alunos dos cursos de Educação Física Licenciatura e Bacharelado, uma vivência desportiva nos moldes da Idade Média e capacitá-los para promoção e organização de eventos.

A programação contou com inúmeras modalidades desportivas, tais como: arqueria com arcos, cabo de guerra viking, vestido de noiva (brincadeira comum entre os plebeus da Idade Média, para conseguir dinheiro para o casal recém-casado), ouro de tolo, parede de escudos, esgrima com hastes de espuma e bucha. Os períodos, de ambos os cursos, competiram entre equipes. Os vencedores foram os alunos do quinto período do curso de Educação Física Bacharelado.

Alunos e professores se caracterizaram e aceitaram o convite de “viajar no tempo” para viver as experiências oriundas dos jogos medievais. “Idealizamos a programação com objetivo de proporcionar aos alunos uma maior integração, possibilitando a participação e organização de um evento nos moldes da Idade Média. Foi uma experiência única e diferenciada, pois contempla o novo momento por qual a FADEP vive, de trabalhar a prática docente a partir de metodologias ativas”, destaca a coordenadora dos cursos de Educação Física – Bacharelado e Licenciatura, Profa. Dra. Fernanda Hernandes Figueira.

O evento aconteceu devido ao envolvimento direto dos alunos e, para a professora Fernanda, contempla a tríade ensino, pesquisa e extensão, justamente porque já demonstra o potencial de ser ampliado para outros cursos, bem como, futuramente, abranger a comunidade externa.

“Esse envolvimento lúdico contribui muito, pedagogicamente, pois além de estimularmos o espírito desportivo, por meio da diversão e da brincadeira, estamos oportunizando que os alunos compreendam o meio social e tenham a capacidade de serem agentes transformadores. Afinal, iniciativas como esta, que promovem integração, contribuem para que os acadêmicos, em formação, compreendam o seu papel de transformação e mobilização social”, completou a coordenadora.

------------

Matéria: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação da FADEP