Notícia

FADEP é destaque entre as IES do Paraná com 24 projetos no Programa Sinapse da Inovação

Publicado dia 27/04/2019 às 04:02

Desempenho resulta das ações realizadas de forma permanente pela FADEP, que possui um intenso fluxo de produção de projetos voltados a inovação e empreendedorismo

Com 24 projetos, a Faculdade de Pato Branco (FADEP) está em segundo lugar entre as instituições de Ensino Superior do Paraná em número de submissões no Programa Sinapse da Inovação, promovido pelo Governo do Estado do Paraná e pela Fundação Araucária. O Programa é executado pela Fundação Certi, de Santa Catarina, com apoio do Sebrae/PR e do Sistema Fiep. O objetivo é selecionar 100 ideais inovadoras, cada uma receberá R$ 40 mil em subvenções da Fundação Araucária, R$ 30 mil em serviços do Sebraetec, além de capacitações e suporte para alavancar os negócios.

“Nosso número de projetos é substancialmente importante, basta nos comparar com todas as outras IES do Paraná. Esse resultado é fruto da cultura existente em nosso ambiente acadêmico e que é provocada de forma permanente”, pontua o Prof. Me. Justino Fontenelle Craveiro Neto, coordenador do Núcleo de Inovação da FADEP.

Para entender o que o desempenho da FADEP representa, o professor Justino propõe um resgate de ações promovidas para desenvolver o empreendedorismo e a cultura de inovação na Instituição. “Desde de 2015, já realizamos ações como o Empreende FADEP, Oficinas de Projetos, apoio à pré-incubação, à criação Startups, na promoção de eventos de sensibilização empreendedora, convênios e termos de parcerias com o meio produtivo. Temos uma Política de Empreendedorismo e Inovação, que está no alicerce de programas que nos apoiam e preparam para as oportunidades, como este edital do Sinapse”, avalia.

As 24 ideias propostas pela FADEP são diversificadas e preocupam-se em resolver problemas da sociedade e do meio ambiente, para melhorar a vida das pessoas e estimular a criação de novos negócios. “Os projetos são interdisciplinares e intercursos. São criados por alunos e professores de todos os nossos cursos, pois os times de cada projeto são formados por discentes e docentes de diferentes áreas, condição que agrega, dessa forma, conhecimentos variados”, frisa. 

Justino enaltece que o estímulo à vocação inovadora em sala de aula ocorre constantemente, como prática pedagógica da FADEP. “Em sala de aula, por exemplo, professores trabalham de forma conectada com estes conceitos e nós oferecemos ao discente, ao docente e ao técnico administrativo, uma infraestrutura para atendimento, mentorias e preparação para o mercado, além do acesso a editais e a iniciativas de fomento. É um conjunto de ações, que se materializa em nosso núcleo de inovação”, evidencia.

O Sinapse

O Programa Sinapse da Inovação foi idealizado pela Fundação Certi em 2008 e possui seis edições em Santa Catarina, promovidas pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina – FAPESC, em parceria com o Sebrae/SC. A primeira edição, fora de Santa Catarina, foi lançada em 2015, no Amazonas, promovida pela Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação – SEPLANCTI, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas – FAPEAM. Em 2017, aconteceu a edição Espírito Santo, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado do Espírito Santo – FAPES. Agora, em 2018, a iniciativa chega ao Estado do Paraná, em que selecionará 100 projetos.

------------

Matéria: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação da FADEP.