Notícia

Projeto de acadêmicas de Contábeis implantará modelo de negócios inovador para a região

Publicado dia 30/11/2018 às 05:58

Estimuladas a criar um projeto para que seu estudo de viabilidade fosse realizado no projeto interdisciplinar do curso de Contábeis, o qual envolve as disciplinas de Contabilidade de Custos I, sob a orientação da professora Vanessa Bottoni, Demonstrações Financeiras e Orçamento II, ambas ministradas pelo professor Aulison André Kummer, e Métodos Quantitativos, ministrada pela professora  Andreia Smiderle, as acadêmicas Juliana Pirolla, Ana Carolina Ritter, Karyne Zornita e Camila Detoni foram além, tratando de transformar aquilo que seria apenas um objeto de estudos para colocar em prática os conceitos estudados em sala de aula em um negócio viável e inovador para a região. Em poucas palavras, este é o resumo do projeto MyBike, que oferecerá para a população de Pato Branco um serviço que a cada dia ganha novos adeptos nos grandes centros, qual seja, o aluguel de bicicletas a partir do uso de aplicativos. Segundo as acadêmicas, o objetivo inicial era, a partir da criação de uma empresa a princípio fictícia, e que tivesse em seu portfólio algum tipo de produto ou serviço capaz de ser oferecido à população, realizar um estudo de viabilidade, apurando-se os respectivos indicadores econômicos.

A partir disso, inspiradas por um modelo de negócios em franca expansão nas grandes cidades, e que contará inclusive com um aplicativo dedicado, que será produzido pela empresa Hunner, de Pato Branco, o grupo criou a empresa de aluguel de bicicletas, que oferecerá o serviço, inicialmente, no Parque do Alvorecer, uma das principais atrações turísticas da região. “Nessa primeira etapa, até para aperfeiçoar o serviço que vamos oferecer à população, optamos por um projeto piloto no Parque do Alvorecer. A intenção, porém, é oferecer o serviço também em outros locais da cidade”, ressaltam as jovens empreendedoras.


Contrato com a pré-incubadora e acesso a recursos


Para demonstrar que a turma não está de brincadeira, bem como para viabilizar o acesso a recursos e outras possibilidades só reservadas a empresas já constituídas, como espaço físico, por exemplo, na última semana as autoras do projeto assinaram o contrato com a pré-incubadora da Fadep, o que permitirá com que o projeto seja levado para a incubadora do Município de Pato Branco. Nesse aspecto, o coordenador da pré-incubadora da instituição, professor Justino Craveiro Neto, lembra que “a partir do momento em que você está com todos os processos com despesas fiscais, contábeis, já está com o teu produto muito mais alinhado, e é exatamente isso o que estamos fazendo com o projeto MyBike, visto que, a partir desse momento, através de um convênio que a Fadep tem com a incubadora do Município, o projeto terá acesso a alguns espaços públicos, onde as autoras terão a oportunidade de experimentar, de fato, a viabilidade do negócio criado por elas”.


O projeto MyBike deverá estar em atividade já nos próximos 60 dias no Parque do Alvorecer. A partir disso, e da avaliação da viabilidade do negócio por parte das jovens empreendedoras, o MyBike será implantado também na Praça Getúlio Vargas e no Largo da Liberdade.