Notícia

Júris simulados mobilizam acadêmicos em Projeto Integrador do curso de Direito da FADEP

Publicado dia 03/06/2019 às 12:46

Na última semana, o curso de Bacharelado em Direito da Faculdade de Pato Branco (FADEP) promoveu uma rodada de júris simulados envolvendo os terceiros períodos, matutino e noturnos. A atividade marcou o encerramento do Projeto Integrador e teve como base a obra "O Caso dos Denunciantes Invejosos", de autoria de Lon Fuller, que atuou como professor titular da cátedra de Filosofia do Direito de Harvard.

A atividade proporcionou aos acadêmicos o contato com um ambiente semelhante ao real, com a sustentação de teses pela defesa e pela acusação – uma vez, ainda, que a FADEP dispõe de uma Sala do Júri própria, adequada para esse tipo de experiência.  Além da atuação na defesa e acusação, os acadêmicos foram responsáveis por todo o desenvolvimento das etapas do júri, incluindo a participação como jurados.

“Esta é uma história fictícia, que ocorre num estado fictício, com leis fictícias. A partir dessa leitura, os alunos foram divididos em acusação, devesa, juiz, testemunhas, além de jurados, sorteados na hora do júri. Eles tiveram a liberdade de definir qual o crime seria objeto de julgamento, a partir da obra. A experiência envolveu o terceiro período, justamente, por este ser o momento em que inicia-se a disciplina de Direito Penal I”, explicou a professora Ma. Julia Dambrós Marçal.

A experiência é uma novidade para o curso, tendo em vista que práticas de júris simulados eram realizadas, até então, apenas com os décimos períodos. A mudança metodológica, inserida no Projeto Integrador, além de oportunizar a vivência dos acadêmicos com a prática jurídica, a partir de diferentes disciplinas, também representará um diferencial na formação dos alunos.

“É uma novidade, que pretendemos dar sequência diante dos resultados obtidos com essas turmas. Experiências assim, para eles que estão na fase inicial da graduação, contribuem para melhorar a oralidade, a argumentação jurídica, a organização, enfim, são novos desafios que representam responsabilidade, envolvendo teoria e prática para que os alunos possam, desde o início do curso, ter esse contato diferenciado, com o contexto legislativo”, enfatizou a professora Julia.

Aprendizado ímpar

Para o acadêmico Adriel Kraemer, 18 anos, que atuou na acusação do júri simulado, a atividade contribuiu para que ele e os colegas pudessem vivenciar a prática e evoluir na trajetória acadêmica. “Tivemos que estudar muito, foi uma experiência muito legal. Esses trabalhos devem haver com mais frequência, pois nos fazem perder o medo de falar em público, especialmente para nós, que estamos no início do curso, para que possamos nos adaptar e evoluir no decorrer dos anos. Além disso, realizar o júri na estrutura de um tribunal, usando as togas, foi muito real, uma oportunidade única, em que pudemos mostrar o que estamos aprendendo”, contou.

Emiline Aparecida dos Santos Guedes, 18 anos, participou da defesa do caso que, após a votação dos jurados, foi legitimada pelos colegas.  “Quando recebemos a proposta para fazer o júri simulado, ficamos nervosos, mas hoje a vemos como uma experiência importante, para que possamos estar cada vez mais próximos da carreira profissional. Vencer a causa foi muito bom, nos baseamos em argumentos jurídicos, tanto a acusação quanto a defesa se saíram muito bem. Está sendo muito bom viver essa experiência e ter esse ambiente na faculdade, especialmente uma estrutura como a Sala do Júri”, disse.

A coordenadora e professora do curso de Direito da FADEP, Ma. Angelica Socca Cesar Recuero, destaca a importância da atividade, especialmente por estar inserida no Projeto Integrador, envolvendo as disciplinas ministradas ao terceiro período neste semestre. “Esta é uma oportunidade para os alunos vivenciarem a prática, num espaço real, existente dentro da Faculdade e de fácil acesso. São momentos ricos, em que os alunos têm um aprendizado mais significativo e os professores têm diferentes ferramentas para avaliar e promover a aprendizagem ativa, além da integração entre os diversos conteúdos estudados durante o semestre”, pontua.

A Sala do Júri do curso de Direito faz parte da infraestrutura do Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da FADEP, que dispõe, ainda, de salas de mediação, conciliação, audiência e observação com espelho.

------------

Matéria: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação da FADEP.